Relato de uma mãe: o desafio dos 4 anos

Mais um ciclo se completa, minha filha fez 5 anos! Como todos, os 4 anos foram especiais. Cheio de descobertas, repleto de angústias, com constantes novidades e encantos.

Lembro-me de uma amiga, que tem um filho da mesma idade e um mais velho, dizendo quando nossos pequenos tinham 3: “Prepare-se para os 4 anos, é uma idade difícil, muito desafiadora. Hoje eles são tranquilos, mas temos que nos preparar para os 4”.

Este comentário me marcou e, realmente, não sei se preparada, esperei pela chegada desta idade. Criei expectativas e fiquei imaginando o que teria de novo e como minha filha poderia mudar.

Enfim, os 4 anos chegaram. Realmente foi uma transformação! Parece que foi quando ela, de fato, deixou de ser criancinha para ser criança. Os questionamentos passaram a ser outros, as dúvidas e reflexões mais articuladas e a sensação de independência e  onipotência aumentaram bastante.

Aliado a isto veio o enfrentamento, o teste para reconhecer a autoridade, a necessidade de contrariar e, como não poderia deixar de ser, algumas crises por se perceber tão grande e independente enquanto ainda precisava tanto de um colo e de um carinho.

No caso da minha filha, acredito que outros fatores intensificaram esta fase: duas mudanças de escola seguidas e deixar de ser a única neta das duas famílias.

Em relação à escola, com quase 4 anos, ela saiu de uma turma em que, fugindo à regra, não havia conflitos, a exploração de brincadeiras corporais (como luta, empurra, tapas) e o enfrentamento para testar autoridade não aconteciam, para uma outra onde tudo isso era constante e fazia parte do desafio do grupo. Neste contexto, ela passou um tempo tentando entender o funcionamento e como faria parte de tudo aquilo. Terminando o ano já adaptada, mudou de colégio novamente. E, mais uma vez teve que entender o novo grupo, reconhecer como se davam as relações nele e se adaptar.

Ainda durante seus 4 anos, deixou de reinar como única neta dos dois lados da família. Descobriu que sua tia teria um nenê e passou metade dos seus 4 anos tentando entender no que isso interferiria. Quando já estava se acostumando com a ideia, outra notícia: também perderia o reinado com os outros avós e tios…

Foi um ano muito intenso e, vividos os doze meses dele, comprovei o que minha amiga afirmava.

Para a minha pequena, que não sabia de nada disso, a comprovação veio de modo mais sutil: às vésperas do aniversário de 5, tudo foi expectativa, foi muita ansiedade e alegria porque o dia do seu aniversário se aproximava. Sentiu-se importante, celebrou cada dia que antecedia sua nova idade e curtiu muito seu momento. Passado tudo isso, terminada a festa e o dia de explorar todos os presentes, chegou a angústia. Na noite entre o dia da festa e o dia em que realmente seria seu aniversário, ela não conseguia dormir sofrendo com o medo de ser grande. Chamava constantemente, levantava para ir ao banheiro, até que começou a chorar e me chamou dizendo: “Mamãe, eu quero voltar a ter 2 anos”. Questionada sobre o motivo, ela explica: “Se eu crescer, você não vai mais conseguir me pegar no colo”. Depois de uma pequena conversa e muitos abraços, adormeceu. E eu encerro este ciclo escrevendo este texto e traduzindo a primeira angústia dos 5 anos de minha filha: “E agora? Cresci…”

Mariana Tambara

Sobre dotamanhodeumbotao

Mariana Tambara. Professora, pedagoga, esposa, mãe, mulher... nesta ordem e em outras também, com vontade de pensar, falar, discutir, entender, questionar, criticar educação. Convido todos os visitantes a fazer o mesmo. Vamos?
Esse post foi publicado em Cotidiano, Educação, Mães e marcado , , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

2 respostas para Relato de uma mãe: o desafio dos 4 anos

  1. Rebecca disse:

    Mari, que lindos textos… Adorei! Quero frequentar mais! Beijos

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s